2 Saiba mais sobre MIOMA

Oi! Meus Corações!!
Silenciosos, acometem aproximadamente um quarto das mulheres em idade fértil, e acredita-se que até 50% das mulheres possam apresentar essa doença em alguma época de suas vidas. Pode ocorrer a partir da puberdade, mas a idade de maior incidência é depois dos 40. As estatísticas mostram que os miomas são mais comuns em mulheres negras, naquelas que ainda não engravidaram e em mulheres que apresentam condições associadas a altos níveis de estrogênio no sangue.



Os miomas são tumores benignos originados do tecido muscular liso, presente em diversos órgãos do nosso organismo. No entanto, o local onde ocorre com maior freqüência é o útero, sendo a neoplasia mais freqüente desse órgão. Os miomas não são cânceres, e a chance de se transformarem nessa doença é extremamente baixa.

O crescimento desses tumores ocorre por ação do estrogênio, um hormônio feminino de extrema importância, e isso pode explicar o seu desenvolvimento durante a fase reprodutiva da vida da mulher, a sua inexistência antes da puberdade e a redução de tamanho após a menopausa (quando os níveis de estrogênio diminuem). Qualquer coisa que leve a um aumento dos níveis de estrogênio pode fazer com que o mioma tenha um crescimento maior e mais rápido.

QUAIS SÃO SINTOMAS?

Mais da metade das mulheres com miomas não apresenta nenhum sintoma, e não existem sinais ou sintomas específicos dessa doença. Assim, na maioria das vezes eles são descobertos em exames de rotina, como uma casualidade. Algumas vezes, o diagnóstico pode ser suspeitado devido ao aumento do tamanho do abdômen, que pode levar a mulher a pensar que apenas engordou um pouco ou até que está grávida.

A manifestação mais freqüente é a alteração menstrual, com aumento dos dias de menstruação e da quantidade de sangramento. A cada menstruação, o fluxo vai ficando maior, aumentando o número de absorventes utilizados. Podem ocorrer também sangramentos fora do período menstrual, às vezes com coágulos. Essas alterações podem levar à anemia.

À medida que o útero cresce, começa a comprimir estruturas e órgãos próximos, podendo ocasionar dor, inclusivo durante as relações sexuais. Pode ocorrer compressão da artéria que nutre o mioma, o que faz com que ele sofra degeneração e suas células morram, o que se acompanha de dor. A compressão da bexiga leva à redução da capacidade de armazenar urina, levando a paciente a urinar com maior freqüência. Outro sintoma decorrente de compressão é a constipação intestinal (prisão de ventre), já que o útero pode comprimir o reto, dificultando a passagem das fezes.


Geralmente os miomas são detectados primeiro durante um exame ginecológico, quando o médico percebe o aumento do tamanho do útero. Para confirmar é feito uma ultrassonografia.


TRATAMENTO - Medicamentos as vezes resolve mas infelizmente quando se descobri, precisa fazer um ato cirúrgico pois já está maior. Miomectomia: retira-se apenas o mioma, preservando-se o útero. Indicada nos casos em que a mulher queira preservar a capacidade de reprodução ou de menstruar. Porém, pode não ser conseguido em alguns casos. A recorrência ocorre em um terço dos casos. Uma das complicações é a formação de aderências. Histerectomia: consiste na retirada do útero. É o tratamento de escolha em mulheres que não querem mais engravidar.

Na minha família teve dois casos, minha mãe, minha tia. As duas descobriram muito tarde é tiveram que retirar o útero, os ovários. E as duas estavam com 40 anos. É muito triste mas a vida continua e as duas estão vivendo muito bem sem eles.

O melhor é prevenir fazendo um checape uma vez ao ano.



2 comentários:

  1. Eu tenho 5 "miominhas" no útero que descobri mês retrasado através de ultrassonografia transvaginal, não preciso operar porque são muito pequenos, menores que um grão de arroz, só preciso fazer exames anuais pra ver se não crescem. Tenho mais de 40 rsrsr pra ser exata:46
    Ah! não dói, nunca senti nada, descobri por acaso mesmo, durante o exame de rotina.
    BjoBjo;)
    Celina Alves
    Luxos e Luxos

    ResponderExcluir
  2. É um assunto muito importante e muito comum,conheço pessoas que passaram por isso.
    Bjs
    Luciane Oppelt

    ResponderExcluir

P�gina Anterior Pr�xima P�gina Home
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Copyright © 2011 Blue Jeans! Elaborado por Marta Allegretti
Usando Scripts de Mundo Blogger