Culote e Barriga vão embora já!

Oi! Meus Corações!!
A gordura localizada é responsável pelos famosos "pneuzinhos", pela barriguinha e culotes... Mas não é só as gordinhas que sofrem desse mal, as magrinhas também padecem com o problema. Os locais preferidos são ao redor do estômago, barriga, costas e quadris. Felizmente, tem algumas dicas para eliminá-las.


Segundo o educador físico Paulo Correia, o acúmulo de gordura nessas regiões está relacionado à necessidade do corpo de reservar energia. “Vale a analogia: se tivéssemos que guardar um combustível em casa, onde armazenaríamos? Num local seguro e de pequena circulação. O corpo faz o mesmo, e estoca a gordura em áreas que se movimentam menos e, portanto, consomem pouca energia.”

Seguindo esse raciocínio, é cabível pensar em exercícios localizados para diminuir a gordura local. A verdade, porém, é que eles não ajudarão sozinho. Nesse caso, o emagrecimento ocorrerá no corpo todo. É como tirar uns litros de água de uma piscina. A água ao redor preenche a lacuna. Fazendo os exercícios localizados, você perderá somente a gordura que circula na corrente sanguínea.

Para quebrá-la, é necessário aumentar o gasto de energia e ter uma alimentação de baixa caloria. Assim, a gordura localizada é quebrada e distribuída para o corpo todo.

Para manter a barriga e o culote em dia o necessário é diminuir o consumo de feijão, queijo, leite e refrigerante, pois estes alimentos incham a barriga. O consumo e de fibras e muita água se faz necessário, pois assim você consegue trabalhar bem o intestino.

Tratamentos Clínicos, como Manthus, Carboxiterapia, Hidrolipoclasia, Mesoterapia, Endermologia, Radiofreqüência, Cavitação, Power plate, podem tratar gordura localizada com excelentes resultados. Para pacientes com maior volume de gordura localizada ou aqueles que querem resultados mais imediatos necessitam correção cirúrgica, como a LIPOLASER ou a Lipoaspiração .



Um comentário:

  1. é verdade, barriga é o fim! e como não gosto de fazer atividade física, faço dieta e adianta um pouco!

    ResponderExcluir